Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Celso Sacavém

Os meus pensamentos

Os meus pensamentos

Líricas

o Pripovedovalka_Frančiška_Gradišar_(83_let)_im

                                                                                Mulher Idosa  (1)

 

 

 

 

                                         AS PRIMEIRAS LÁGRIMAS

 

 

 

                                              Lá vai a velhinha

                                              pela via além!

                                              Lá vai, coitadinha,

                                              sem ter mais ninguém…

                                              Coitada da velha,

                                              mendiga da sorte!

                                              Sem ter uma telha…

                                              E sem vir a morte…

                                              Não chora, não sente

                                              a pobre velhinha;

                                              mas ao ver contente

                                              qualquer criancinha,

                                              vê logo na mente

                                              a sua netinha

                                              que Jesus um dia

                                              consigo levou.

 

                                              E foi nesse dia

                                              que a velha chorou.

 

 

                                                                      

                     Publicada no jornal “O Montemorense”, de Montemor-o-Novo.

 

 

 

            Celso Sacavém      celsosacavem.blogs.sapo.pt       @celso.pereira.525

            www.facebook.com/celso.pereira.3 www.instagram.com/celsopereira525

                                          Pt.pinterest.com/papi_celso/

 

 

 

 

          0 Praktische_Abhandlung_über_die_Augenkrankheiten

                                                 Os Olhos    (1)

 

 

 

 

(1) - Mulher Idosa

Pripovedovalka Franciska Gradišar de 83 anos de idade em Bavdki (1960).

Fotografia de Pavla Strukelj (1921-2015) no arquivo do Museu Etnográfico da Eslovénia. 

 

 

 

(2) - Os Olhos

https://commons.wikimedia.org/wiki/Category:Ophthalmology?uselang=pt#/media/File:Praktische_Abhandlung_%C3%BCber_die_Augenkrankheiten,_oder,_Erfahrungen_und_Beobachtungen_%C3%BCber_die_Krankheiten_dieses_Organs_(1803)_(14594873717).jpg

Modelo dos autores: Scarpa, Antonio (1752-1832) Martens, Franz Heinrich (1778-1805).

 

 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Olho

Olho

 

O olho é o órgão da visão dos animais que permite detectar a luz e transformar essa percepção em impulsos eléctricos. 

A conjuntiva é uma membrana que reveste internamente duas dobras da pele que são as pálpebras. São responsáveis pela proteção dos olhos e para espalhar o líquido que conhecemos como lágrima

O líquido que conhecemos como lágrimas são produzidos nas glândulas lacrimais, sua função é espalhar esse líquido através dos movimentos das pálpebras lavando e lubrificando o olho.

 

 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Gl%C3%A2ndula_lacrimal

Glândula lacrimal

  

A glândula lacrimal, parte do sistema lacrimal, está localizada na parte anterior e lateral do teto da órbita ocular. A glândula lacrimal está alojada na fossa da glândula lacrimal, no osso frontal, recebendo inervação simpática e parassimpática do SNA. Sua função é produzir o fluido lacrimal para a lubrificação e limpeza do globo ocular

A glândula lacrimal recebe inervação sensitiva através do nervo lacrimal, proveniente do nervo oftálmico. O nervo oftálmico é a primeira divisão do nervo trigêmeo.

 

 

 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Choro_(fisiologia)

Choro (fisiologia)

 

O choro, pranto (choro em excesso) ou ato de chorar ou lacrimejar é um efeito fisiológico dos seres humanos que consiste na produção em grande quantidade de lágrimas dos olhos, geralmente quando estão em estado emocional alterado como em casos de medo, tristeza, depressão, dor, saudade, alegria exagerada, raiva, aflição, etc.

 

Processo fisiológico

 

O sistema límbico, sistema do cérebro responsável pelos sentimentos, associa um estímulo emotivo com aqueles que já temos guardados, gerando algumas respostas, sendo que uma delas é o choro. Depois disso, várias substâncias envolvidas no processamento das emoções, como noradrenalina e serotonina, e. g., são liberadas. Através do sistema nervoso independente (responsável por ações como piscar dos olhos) causarão a contração da glândula lacrimal, liberando a lágrima.

Esses fenómenos neurológicos e endocrinológicos são relacionados ao instinto de defesa do ser humano. Pode-se dizer que há alguns tipos de choro: o resultante de algum tipo de emoção espontânea ou simulada e o intermitente ou persistente, que pode surgir sem motivo e indica uma possível doença como depressão, por exemplo.

 

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Favoritos

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D