Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Celso Sacavém

Os meus pensamentos

Os meus pensamentos

Versos do meu estro

                                                  

                                                

 4 - crianca a correr.jpg

 

                                        Quero correr e saltar

                                        jogar ao eixo, ao pião.

                                        Não sentir no coração

                                        coisas mesquinhas e más.

 

                                         Ai quem me dera voltar

                                         aos meus tempos de rapaz.

 

                                         Quem me dera ser menino,

                                         acreditar no destino,

                                         não ter inveja de nada!

 

                                         Ter por madrinha uma fada

                                          e viver na ilusão

                                          de que tudo é puro e são.

 

                                          Ai quem me dera voltar

                                          a ser um bom rapazinho

                                          para não ter que suportar

                                          este mundo tão mesquinho.

 

 

                                                     

         Celso Sacavém              celsosacavem.blogs.sapo.pt             @celso.pereira.525

         www.facebook.com/celso.pereira.3       www.instagram.com/celsopereira525

                                                   Pt.pinterest.com/papi_celso/

 

 

3 - saltar ao eixo.jpg

 

 

 

 

 

 

 

Terras de Portugal

 

 0 alentejo -httpscommons.wikimedia.orgwikiCategory

                                                                                                                Alentejo (1)

 

 

 

                                                              ALENTEJO

 

                                                    Ao cantar o Alentejo

                                                    canto um povo sofredor!

                                                    Povo bom, em quem revejo

                                                    todo um mundo de labor!

 

 

                                                    Povo mal compreendido

                                                    e por vezes difamado,

                                                    eu te canto e te bendigo

                                                    Alentejo mal amado.

 

 

                                                    Falam de ti com chacota

                                                    sem respeito e sem amor

                                                    mal sabendo que a anedota

                                                    é um hino ao teu valor!

 

 

                                                    Tu és doce, tu és terno

                                                    Alentejo meu irmão!

                                                    Por isso te louvo e canto

                                                    nos versos desta canção!!!

 

 

         Celso Sacavém              celsosacavem.blogs.sapo.pt             @celso.pereira.525

         www.facebook.com/celso.pereira.3       www.instagram.com/celsopereira525

                                                   Pt.pinterest.com/papi_celso/

 

 

               0 cante_unesco_20141127_10H17f.jpg

        Cante AlentejanoPatrimónio Cultural Imaterial da Humanidade (2014)   (2)

 

 

 

 

(1) - Alentejo

https://pt.wikipedia.org/wiki/Alentejo

 

O Alentejo é uma região do centro-sul Portugal.  (…) Tem uma área de 31 551,2 km².

 

 

 

(2) - Cante AlentejanoPatrimónio Cultural Imaterial da Humanidade (2014)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_do_Patrim%C3%B3nio_Cultural_Imaterial_da_Humanidade#Europa

 

Património Cultural Imaterial da Humanidade

 

Cante Alentejano • Portugal • 2014

género musical tradicional do Alentejo, Portugal.

O cante nunca foi a única expressão de música tradicional no Alentejo, sendo aliás mais próprio do Baixo Alentejo que do Alto. Com o cante coexistiram sempre formas instrumentais de música com adaptação de peças entre os géneros. A 27 de Novembro de 2014, durante a reunião do Comité em Paris, a UNESCO considerou o Cante Alentejano como Património Cultural Imaterial da Humanidade.

 

 

 

                                                        

 

                                                                                                     

Discursos

 

           20 - old-bible-christians-and-politics-1.jpg

 

 

Queridos Irmãos:

 

Tenho, dentro do meu peito, um desejo a fervilhar.

Desejo, do fundo do meu coração, que a nossa Fé seja maior que os nossos receios!

Mesmo assim, meus Irmãos, não pensemos que por termos Fé, Deus vai dar-nos tudo aquilo que lhe pedirmos.

Não esqueçamos nunca que o Pai do Céu só nos dará aquilo que Ele acha que merecemos, aquilo que Ele pensa que é o melhor para nós!

Se as nossas existências estão envolvidas no pecado do orgulho não somos merecedores dos favores do Pai! 

Ter Fé, meus Irmãos, é possuirmos a firme convicção das coisas que se esperam e é, também, a prova das coisas que se não vêem!

Em Salmos 23:4 podemos saber que, ainda que andássemos pelo vale da sombra da morte, não temeríamos mal algum, porque sabemos todos muito bem que o Pai Celestial está connosco!

Lembram-se, Irmãos, do que Mateus 9:22 nos relata sobre a mulher que sofria e que almejava a cura dos seus males?

Pois esta mulher tocou nas vestes de Jesus. Jesus, ao sentir-se tocado, falou com palavras de amor: “Mulher! A tua Fé te salvou”!!!

Não duvides nunca, meu Irmão, dos conselhos do Pai. Segue-os! Segue-os sempre! São os caminhos anunciados por Ele (e isto te digo eu!) são caminhos de delícias, caminhos de felicidade, caminhos de verdade! 

Ao orarmos façamo-lo com Fé. Se o fizermos o Espírito Santo ser-nos-á dado, ele viverá em nós!

Não nos esqueçamos nunca de orar a Deus! Devemos faze-lo todos os dias das nossas vidas, todas as horas, todos os minutos!

Mas atenção! Devemos encher-nos de vergonha se o fizermos depois de termos sido rudes com os animais, com os nossos filhos, com o nosso semelhante!

Pensa positivo, meu querido Irmão!

Cada pensamento positivo é uma oração a Deus, uma oração que vai, certamente, mudar a tua vida.

Quando oras estás a conversar com o Pai. E quando conversas com Ele, podes ter a certeza que Ele te ouve!

E, mais do que tudo, Ele ouve-te e não te julga!

Mede portanto as palavras que proferires. Não peças este mundo e o outro. Pede apenas o que te faz falta.

Se os Irmãos não estão virados para fazer grandes caminhadas por que é que pedem a Deus para lhes guiar os passos?

Não precisas de orar muito alto! Se ciciares, as tuas orações serão igualmente ouvidas. 

Ora em silêncio pois o Pai do Céu, não ouvindo as palavras que saem da tua boca ouve as palavras do teu coração!

Eu ontem dei por mim, ao orar, a dizer: “Pai Celestial! Desejo ardentemente que as nossas duas vontades, a minha e a tua, sejam coincidentes…”

Porém, logo a seguir, acrescentei: “ Se elas não coincidirem que a tua prevaleça porque a tua vontade será também a minha!”

Um pedido faço sempre ao Pai quando oro: que o Pai me ajude nas minhas escolhas no sentido de elas não se afastarem D´Ele.

Eu não procuro ser melhor que os meus Irmãos; procuro, sim, ser melhor hoje do que fui ontem. E sendo melhor hoje, procuro, com fervor, amar o meu Irmão, não me importando com o que ele pensa de mim.

Fale sempre com o seu Irmão. Fale-lhe do amor ao próximo, da Fé em Deus!

E se, nesse momento, lhe faltarem as palavras corretas não se importe! Abrace-o! Abrace-o com Amor, com Ternura, com Afecto!

Esse seu Irmão sentirá, estou seguro, a Amizade que você estará a dar-lhe!

Não se importe com o que possam dizer de si. Seja forte!!! Seja um lutador. Mas lembre-se: a sua fortaleza não está nas armas que usa nos seus ataques mas sim na sua resistência.

Não use nunca a gabarolice. Cuidado! Quando pensamos que sabemos tudo, que sabemos todas as respostas, a vida se encarregara, ela própria, de mudar tudo!

Não enveredes nunca por caminhos ínvios, por caminhos estreitos e tortuosos, cheios de vícios.

É muito fácil perdermo-nos quando estamos convencidos que conhecemos todas as estradas.

Nas horas más Deus vem sempre ao nosso pensamento. E porquê? Porque é nessas horas que nós temos necessidade de auxílio, de amparo firme. 

É nas horas más que nós precisamos de alguém que nos conforte, nos dê carinho.

E nas horas boas… alguém se lembra do Pai Celestial?

Alguém se lembra daquEle que vela por nós?

Tu, meu Irmão, não te esqueças que Deus está sempre atento às nossas necessidades… Que Deus está sempre ao nosso lado.

Uma coisa é certa: é nas horas más que devemos ter a capacidade de sentir o que de bom nos acontece!

Quando choras (e todos nós choramos!) pensas nesse momento que Deus te abandonou!

Não! Não te abandonou! Ele está à espera que tu pares de chorar para enxugar as lágrimas que correm pelo teu rosto! 

Sê grato! Agradece ao Senhor as bênçãos que Ele te dá! 

Embora não te dês conta o pai do Céu está atento às nossas necessidades e recebe a nossa gratidão com um sorriso de aprovação.

Não tenhas receio de dar um passo em frente! Enche o teu peito de ar, enche o teu coração, ora ao pai e avança! Será o teu sucesso!!!

Não tenhas medo de perder… É fácil o remédio: respira fundo, uma, duas vezes! 

Depois deste exercício ganharás uma enorme vontade de vencer! 

Sei que estás muitas vezes pensativo! A tua vida, querido Irmão, não te tem corrido como sonhaste? Fala com Deus! Ora ao Pai Celestial e verás! … 

Ele não só te ouve como te dá o ânimo necessário para continuares a ser feliz!

Uma pergunta: o Irmão está convencido que toda a gente gosta de si? 

Não se importe! Muitas das pessoas que o julgam nem delas próprias gostam!

A vida é uma aprendizagem constante! Contudo, mesmo assim, não aprendemos tudo.

Nem aprendemos todos! Só aprendem aqueles que realmente querem aprender. 

As nossas vidas ficarão mais fáceis se nós soubermos onde estão os abraços que nos farão felizes!

Lembrem-se, meus Irmãos, que só conseguiremos ter bons amigos se, por nosso turno, formos também uns bons amigos. 

Nós não ficaremos a conhecer bem o nosso semelhante só pelo que ele fala, pelo que ele diz.

Só o conheceremos pelo que ele faz, pela sua conduta, pelo seu modo de viver, de agir!

Não vos esqueçais que os amigos verdadeiros chegam sempre até nós a tempo e horas, ao passo que os falsos amigos só chegam quando podem, quando têm tempo e, mesmo assim, quási sempre, quando já não precisamos deles. 

Lembra-te, meu irmão, que não precisas ter muitos amigos. Precisas, sim, de ter alguns, alguns bons, evidentemente! 

Não julgues ninguém! Não estamos cá para julgar os outros!

A propósito: aproveita o momento e julga-te a ti próprio. Verás, com surpresa, que o resultado te fará mudar de atitudes no futuro! 

Sentes-te derrotado quando perdes? A derrota faz-te sofrer?

Já pensaste, alguma vez, que tu só és derrotado quando paras de lutar? 

Não desistas nunca! Vai em frente mas não te esqueças de levar um sorriso nos teus lábios. Esse sorriso será a couraça que te defenderá!

Sorriam Irmãos! Sorriam muito porque os vossos sorrisos encherão de felicidade aqueles que vos amam mas perturbam os que vos querem mal!

Eu amo todos os meus Irmãos que sorriem por tudo e por nada. Amo os irmãos que me abraçam sem me cobrarem seja o que for. 

Alguém te magoou um dia. Sofreste muito por isso, considerando que foi uma injustiça o que disseram de ti.

Vais odiar essa pessoa?

Não te esqueças, Irmão!

Tu és um filho de Deus! Tu crês em Deus! Deus é Amor! 

Deus é compreensão … Deus é perdão!

Por isso, em vez de ódio, tu te mostrarás fraterno, tu lhe mostrarás o teu perdão! 

Há ocasiões nas nossas vidas que somos forçados a tomar decisões importantes. 

Seremos nós capazes de transformar um pequeno instante num grande momento?

Claro que todos temos essa capacidade! Basta que o Espirito Santo nos acompanhe e nos liberte das forças contrárias que muitas vezes se apoderam de nós.

Termino, Irmãos, citando Colossenses 3:14

 

                          …“ Revesti-vos de Amor, que é o vínculo da perfeição”

 

 

              0 - Three-red-hearts-symbol-of-love_5120x3200.jpg

 

 

 

         Celso Sacavém              celsosacavem.blogs.sapo.pt             @celso.pereira.525

         www.facebook.com/celso.pereira.3       www.instagram.com/celsopereira525

                                                   Pt.pinterest.com/papi_celso/

 

 

Versos do meu estro

 

 

 

           

                 19 - cão.jpg

 

                                                           O MEU CÃO

 

                                                    Eu gosto do meu rafeiro

                                                    que me vem comer à mão.

                                                    É um velho companheiro

                                                    o meu “Bobby”, o meu cão.

 

 

                                                    Eu gosto deste animal

                                                    tenho por ele afeição.

                                                    É o companheiro ideal

                                                    o meu “Bobby”, o meu cão.

 

 

                                                    Conviveu sempre comigo

                                                    na minha velha mansão.

                                                    É o meu melhor amigo

                                                    o meu “Bobby”, o meu cão.

 

 

                                                    Se corro, lá vem ligeiro

                                                    como se fosse um trovão.

                                                    É o mais fiel parceiro

                                                    o meu “Bobby”, o meu cão.

 

 

                                                    Quando me sento e descanso

                                                    ele estira-se no chão.

                                                    Deita-me um olhar tão manso

                                                    o meu “Bobby”, o meu cão.

 

 

         Celso Sacavém              celsosacavem.blogs.sapo.pt             @celso.pereira.525

         www.facebook.com/celso.pereira.3       www.instagram.com/celsopereira525

                                                   Pt.pinterest.com/papi_celso/

 

 

                                                                            

 

 

                                                                                                    

Versos do meu estro

 

                   16 - menino.jpg

 

                                                               SAUDADES…

 

                                                    Ai que saudades que tenho

                                                    dos meus tempos de menino

                                                    em que a palavra destino

                                                    não tinha finalidade.

                                                    Eu vivia a minha idade

                                                    sempre a rir, sempre a cantar…

                                                    E nem sabia chorar!

                                                    Porque se a desilusão

                                                    entrasse em meu coração

                                                    alguém vinha, com ternura,

                                                    para me dar alento e calma…

                                                    Nesse momento, a ventura

                                                    entrava na minha alma!

 

 

                                                    Tudo mudou! Hoje a vida

                                                    é fardo que vou levando

                                                    por infindável subida

                                                    sem um consolo sequer…

                                                    Nem um beijo de meus pais…

                                                    Nem uns lábios de mulher…

 

 

                                                    Por entre abismos e escolhos

                                                    vou trilhando o meu destino

                                                    com as lagrimas nos olhos

                                                    e a palavra saudade

                                                    a lembrar-me

                                                    os meus tempos de menino…    

 

 

     Celso Sacavém          celsosacavem.blogs.sapo.pt          @celso.pereira.525

     www.facebook.com/celso.pereira.3       www.instagram.com/celsopereira525

                                                   Pt.pinterest.com/papi_celso/

 

                                                                           

 

 

                                                                                                      

Versos do meu estro

 

                17 - Conflict_Resolution_00.jpg

 

 

                                  Sofre um desgosto profundo

                                  quem acredita no mundo

                                  e lhe conta os seus segredos!

                                  O mundo é mau, podem crer…

                                  Ri ao ver alguém sofrer

                                  e de tudo faz enredos!

 

 

                                  No mundo já não existe

                                  (e digo isto bem triste!)

                                  o conceito da amizade.

                                  O torpe cinismo habita…

                                  Feliz de quem tem a dita

                                  de encontrar sinceridade.

 

 

                                  Mas o que mais martiriza,

                                  o que mais nos escraviza

                                  das coisas que nos consomem

                                  é o vermos prosperar

                                  e a cada passo encontrar

                                  o homem lobo do homem!

 

 

         Celso Sacavém              celsosacavem.blogs.sapo.pt             @celso.pereira.525

         www.facebook.com/celso.pereira.3       www.instagram.com/celsopereira525

                                                   Pt.pinterest.com/papi_celso/

 

 

 

 

                                                                                                  

Versos do meu estro

                   

             0 - homem.jpg

 

               

 

                               É FEIO UM HOMEM CHORAR?

 

 

… Que é feio um homem chorar                  E o pai dessa menina

dizem ser!                                                     Muito linda, pequenina,

Mas será? Não quero crer!                           Botão de rosa a florir,

                          *                                          Que a vê um dia partir

O pai que larga tudo lá na terra                   nas asas negras da morte?

e que acompanha o filho ao barco               Decerto que chorará

que o levará para a guerra                           a sua tão triste sorte,

decerto que chorará!                                    esse minuto, essa hora…

É feio um homem chorar…                          É só consolo terá

Mas… será?                                                Quando chora… quando chora…

Vem o regresso depois!...                            É feio um homem chorar?

Diz que foi bem português                           Dizem ser!

o filho, com galhardia!                                  Mas será?...  Não quero crer!

E o pai – mais velho agora                                                                  *

chora, chora, chora, chora,                          Também um dia chorei!

mas desta vez de alegrias!                          (Não me morreu nenhum filho…

                          *                                          não trilhei escuso trilho…

Aquele que estremecia                                 não blasfemei… não pequei!)

a mulher com quem vivia                              Chorei por uma mulher

e a vê perder-se no mundo…                        a quem amo mais que à vida!...

há-de ter nojo profundo,                                Embora me repelisse

há-de sentir-se vergado                                 entre um sorrir… um beijar…

ao peso dessa traição!                                  Eu continuo a chorar

E depois, não queira, embora                       meu amor desesperado!

chora, chora, chora, chora,                           É feio um homem chorar?

e chora o seu coração!                                  Dizem ser…

É feio um homem chorar?                             Eu não creio seja feio

Estou bem crente que não!!                         chorar por uma mulher!

 

                                                                                            

         Celso Sacavém              celsosacavem.blogs.sapo.pt             @celso.pereira.525

         www.facebook.com/celso.pereira.3       www.instagram.com/celsopereira525

                                                   Pt.pinterest.com/papi_celso/

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D